O grupo "Doce Mistério".
foi criado em homenagem
ao cantor Leonardo.
É um espaço onde amigos, poetas e
amantes das artes, da literatura, da poesia,
das mensagens edificantes e da bela música...
reúnem-se para usufruir o 
que há de melhor na Internet.
É uma maneira de estreitarmos laços de 
amizades sinceras e de
desfrutarmos de momentos 
de reflexão e de aprendizagem 
num clima descontraído e harmônico.
Neste espaço não é permito nenhum tipo 
de material vulgar ou ofensivo que venha 
constranger os integrantes do grupo.


Owner:
Mary Trujillo

 
Fundadora do grupo:
"Doce Mistério"
Roberta Viana - Sollua

Moderadores:

Alberto Peyrano

Adelia Mateus

Lúcia Trigueiro

Zilca Tricerri

Assessores musicais:

Ógui L. Mauri

Alberto Peyrano

Colaboradora de Eventos:

Eunice Ap. Domingos "Nice"
 
Award Poeta de Ouro
 

Patrono do "Poetas de Ouro"
Guilherme de Almeida
 

Cordenadora:
Lúcia Trigueiro
 
 
Comissão de apoio:
Associados do grupo
"Doce Mistério"
 

Em caso de empate na
escolha das poesias,
o"Voto de Minerva" será
do poeta
Ógui Lourenço Mauri

 
Apoio de Arte:
Davi Manolo Trujillo





Histórico:

- 27/05/2012 a 02/06/2012
- 29/04/2012 a 05/05/2012
- 25/03/2012 a 31/03/2012
- 26/02/2012 a 03/03/2012
- 29/01/2012 a 04/02/2012
- 01/01/2012 a 07/01/2012
- 27/11/2011 a 03/12/2011
- 30/10/2011 a 05/11/2011
- 02/10/2011 a 08/10/2011
- 07/08/2011 a 13/08/2011



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis
- Canto Mágico de Marilena Trujillo
- Magia Cigana Mary Trujillo
- Sou Poesia Mary Trujillo
- A Teia Mary Trujilllo
- Recanto das Letras Mary Trujillo
- AVSPE
- Mujer Apasionada
- Palavras do Coração Ógui Lourenço Mauri
- Mi Mundo Virtual de Betsy Calisto
- Grupo Doce Mistério
- Faria Canto Mágico e Sonhos
- Yara Nazaré
- Amor em Verso e Prosa
- Criando Sonho
- Meus Momentos
- Vera Jarude
- Família Borba Pinheiro
- Vera Mussi Poesias
- Alma_arte & Poesia
- Grupo Alma - Alma Cigana Mary Trujillo
- Escritores & Poetas
- Site José Ernesto
- Blog Sylvia Cohin
- Nan Hoelzle
- Fantasias da Alma
- Cenário de Sentimentos
- Sonhando com José Maciel
- Cantinho Latino
- Lígia Tamarchio
- Vera Pessoa
- Poetas de Ouro
- Pensamento Liberal
- Zilca Poesias



Indique este Blog


Contador:

Código html:
Cristiny On Line




"Poetas de Ouro" do mês de maio de 2012.
Por ordem alfabética.



- Postado por: Mary Trujillo às 21h25
[ ] [ envie esta mensagem ]





Agua en el alma
Alberto Peyrano

Yo vi tus lágrimas correr por tus mejillas.
Y esa agua bendita que mi sed calmó
Llegó hasta mi boca en un suspiro
E inundó mi corazón.

Cuánta dicha sin fin sentí al instante,
Cuánto de ti pasó a mi alma...
Un pájaro cantaba en el jardín
Bajo la intensa lluvia de tu amor.

Tomé tu mano y la acerqué a mi rostro
Y oh! milagro, de tus dedos
Brotaron rosas encarnadas
Que el rocío de mis lágrimas cubrió.


Água na alma
Alberto Peyrano

(Versão em Português: Ógui Lourenço Mauri)

Eu vi suas lágrimas a correr por suas bochechas.
E essa água benta, que minha sede matou,
Chegou até minha boca num suspiro,
Inundando meu coração.

Que felicidade sem fim senti naquele instante,
Quanto de você passou à minha alma...
Um pássaro cantava no jardim
Sob a intensa chuva de seu amor.

Peguei sua mão e a fiz tocar meu rosto
E, oh, milagre!... De seus dedos
Brotaram rosas encarnadas
Que o orvalho de minhas lágrimas cobriu

Alberto Peyrano
(Versão em Português: Ógui Lourenço Mauri)

Respeite os direitos autorais


Postagem autorizada pelo autor.
Blog "Poetas de Ouro" do
Grupo "Doce Mistério"

 

 



- Postado por: Mary Trujillo às 21h20
[ ] [ envie esta mensagem ]





Desfecho
Humberto Rodrigues Neto

Sei que é preciso, deste amor suspeito,
esperar dias hibernais, tristonhos,
e estar consciente de cruciais, medonhos
e atros suplícios a ferir-me o peito!

Sim, é preciso que eu, a teu respeito,
não borde anseios por demais risonhos,
nem ponha em altos pedestais meus sonhos,
nem sonhe o Éden no teu níveo leito!

Se houver o adeus final de um sonho ardente,
que eu me acostume a não te ver jamais
e viva apenas de um idílio ausente...

Fins de romance... tão comuns e iguais...
a flor-mulher que amamos loucamente,
que um dia nos deixa, e que não volta mais!

Humberto Rodrigues Neto

Respeite os direitos autorais


Postagem autorizada pelo autor.
Blog "Poetas de Ouro" do
Grupo "Doce Mistério"

 

 



- Postado por: Mary Trujillo às 21h18
[ ] [ envie esta mensagem ]





Amor Eterno, terno amor
José Maciel

Olhe nos meus olhos,
e veja se não dizem
o mesmo que os seus
revelam para mim...

O brilho que emanam deles,
seus olhos,
iluminam minha mente,
e meu coração então sente,
o que o seu quer falar pra mim.

Eu quero você,
como sei, você me quer...
Desejo amar você,
da mesma forma
que me desejas.

Então, por que retrair-se,
dar de ombros quando me vê...
Fica se fazendo de difícil,
se escondendo...

Mas querendo
abraçar-me e beijar-me,
ter-me colado em você...
Sentir meu calor...

Meu desejo é igual ao seu,
fazer amor, aquele,
do tempo antigo...

Passearmos de mãos dadas,
em volta do coreto da praça,
sentarmos no banco e ali,
olhar a gente que passa...

Carrocinha de pipoca,
o homem do algodão,
andando pela calçada
gritando o seu refrão.

E até mesmo o florista,
- Olha, moço, compre aqui,
Veja que rosa bonita...!
dê uma pra namorada !

Mas, nenhuma é tão bela,
quanto a flor
que está comigo...
Ai, como será  bom,
se eu tiver a felicidade,
de, um dia não distante,
poder namorar você.

José Maciel

Respeite os direitos autorais


Postagem autorizada pelo autor.
Blog "Poetas de Ouro" do
Grupo "Doce Mistério"

 



- Postado por: Mary Trujillo às 21h17
[ ] [ envie esta mensagem ]