O grupo "Doce Mistério".
foi criado em homenagem
ao cantor Leonardo.
É um espaço onde amigos, poetas e
amantes das artes, da literatura, da poesia,
das mensagens edificantes e da bela música...
reúnem-se para usufruir o 
que há de melhor na Internet.
É uma maneira de estreitarmos laços de 
amizades sinceras e de
desfrutarmos de momentos 
de reflexão e de aprendizagem 
num clima descontraído e harmônico.
Neste espaço não é permito nenhum tipo 
de material vulgar ou ofensivo que venha 
constranger os integrantes do grupo.


Owner:
Mary Trujillo

 
Fundadora do grupo:
"Doce Mistério"
Roberta Viana - Sollua

Moderadores:

Alberto Peyrano

Adelia Mateus

Lúcia Trigueiro

Zilca Tricerri

Assessores musicais:

Ógui L. Mauri

Alberto Peyrano

Colaboradora de Eventos:

Eunice Ap. Domingos "Nice"
 
Award Poeta de Ouro
 

Patrono do "Poetas de Ouro"
Guilherme de Almeida
 

Cordenadora:
Lúcia Trigueiro
 
 
Comissão de apoio:
Associados do grupo
"Doce Mistério"
 

Em caso de empate na
escolha das poesias,
o"Voto de Minerva" será
do poeta
Ógui Lourenço Mauri

 
Apoio de Arte:
Davi Manolo Trujillo





Histórico:

- 27/05/2012 a 02/06/2012
- 29/04/2012 a 05/05/2012
- 25/03/2012 a 31/03/2012
- 26/02/2012 a 03/03/2012
- 29/01/2012 a 04/02/2012
- 01/01/2012 a 07/01/2012
- 27/11/2011 a 03/12/2011
- 30/10/2011 a 05/11/2011
- 02/10/2011 a 08/10/2011
- 07/08/2011 a 13/08/2011



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis
- Canto Mágico de Marilena Trujillo
- Magia Cigana Mary Trujillo
- Sou Poesia Mary Trujillo
- A Teia Mary Trujilllo
- Recanto das Letras Mary Trujillo
- AVSPE
- Mujer Apasionada
- Palavras do Coração Ógui Lourenço Mauri
- Mi Mundo Virtual de Betsy Calisto
- Grupo Doce Mistério
- Faria Canto Mágico e Sonhos
- Yara Nazaré
- Amor em Verso e Prosa
- Criando Sonho
- Meus Momentos
- Vera Jarude
- Família Borba Pinheiro
- Vera Mussi Poesias
- Alma_arte & Poesia
- Grupo Alma - Alma Cigana Mary Trujillo
- Escritores & Poetas
- Site José Ernesto
- Blog Sylvia Cohin
- Nan Hoelzle
- Fantasias da Alma
- Cenário de Sentimentos
- Sonhando com José Maciel
- Cantinho Latino
- Lígia Tamarchio
- Vera Pessoa
- Poetas de Ouro
- Pensamento Liberal
- Zilca Poesias



Indique este Blog


Contador:

Código html:
Cristiny On Line



"Poetas de Ouro" do mês de abril de 2012.
Por ordem alfabética.



- Postado por: Mary Trujillo às 20h18
[ ] [ envie esta mensagem ]





 

 

A Rapidez com que o Tempo Passa
Maria Tomasia

Às vezes, fico observando
A rapidez do tempo se esvaindo,
Como que obedecendo a um comando,
Fazendo com que a vida vá diminuindo.

Os minutos não cessam de correr,
Como os pássaros que estão a voejar:
Tão rápido que ninguém os pode suster,
Nem conseguir as mãos, neles, pousar.

Bem que poderia ser mais lento,
Para que pudéssemos ter mais encanto
Até para apreciar o passar do vento,
Enquanto estamos nesse recanto.

O tempo é sempre inclemente;
Chega rápido para nos fustigar,
Transformando a vida da gente
Num eterno  e triste recordar.

Maria Tomasia
27.04.11

Respeite os direitos autorais

Postagem autorizada pela autora.
Blog "Poetas de Ouro" do
Grupo "Doce Mistério"

(c) 2011
São Paulo - Brasil
Direitos Reservados



- Postado por: Mary Trujillo às 20h16
[ ] [ envie esta mensagem ]





Doce Melodia...
Naidaterra


Cada nota é um carinho
Para minha alma que
Desperta e de saudade chora
Não estar em seu lugar
De origem

O som se propaga e alcança
As mais elevadas esferas
E as almas afins se reencontram
E permanecem juntas enquanto
A majestosa melodia se faz presente

São as almas que tocam,
Dançam, cantam, pintam,
Modelam com genialidade
Dando vida às formas esculpidas
E os poetas, com maestria
Encantam com seus escritos.

Ah! mel, bálsamo, pureza que
Minha alma desfruta ao
Som divino deste violino
Cada nota uma emoção sublime

Quem dera eu pudesse
Eternizar este momento
De prazer e reencontros

Viver ao som desta melodia
Como encantamento que
Não se quebra

Ah! doce reconhecer da
Minha alma que se deleita
Ao som deste violino e,
Descansa o meu corpo
Ainda tão denso.

Naidaterra

Respeite os direitos autorais

Postagem autorizada pela autora.
Blog "Poetas de Ouro" do
Grupo "Doce Mistério"

(c) 2011
São Paulo - Brasil
Direitos Reservados



- Postado por: Mary Trujillo às 20h15
[ ] [ envie esta mensagem ]





Tão-Somente Mulher
Yara Nazaré

Ainda que não me vejas
Na essência como sou
Não sou uma concha vazia
No meu jardim
Tenho rosas cultivadas
E regadas com amor.

No peito meu coração aflora
Pleno de alimento interior
E na minha metamorfose
Sou como a borboleta
Que pousa de flor em flor
Sugo delas o néctar
Que tece o meu caminhar
E sem alarde revelo
Meu perfil transparente
De fácil leitura e tradução.

Sou assim...
Tão somente mulher
Ser que pensa e alimenta
A esperança de viver
No mundo sem medo e sem dor.

Mostro-me na palavra autêntica
Escrita em versos simples
Sem a vaidosa pretensão.
É o meu retrato vivo
E dos dias que enfeito
Com as estrelas e o luar
Que tomo emprestados da noite
Ao tentar meus sonhos, realizar!

Yara Nazaré
19.03.2003

Respeite os direitos autorais

Postagem autorizada pela autora.
Blog "Poetas de Ouro" do
Grupo "Doce Mistério"

(c) 2011
São Paulo - Brasil
Direitos Reservados



- Postado por: Mary Trujillo às 20h13
[ ] [ envie esta mensagem ]