O grupo "Doce Mistério".
foi criado em homenagem
ao cantor Leonardo.
É um espaço onde amigos, poetas e
amantes das artes, da literatura, da poesia,
das mensagens edificantes e da bela música...
reúnem-se para usufruir o 
que há de melhor na Internet.
É uma maneira de estreitarmos laços de 
amizades sinceras e de
desfrutarmos de momentos 
de reflexão e de aprendizagem 
num clima descontraído e harmônico.
Neste espaço não é permito nenhum tipo 
de material vulgar ou ofensivo que venha 
constranger os integrantes do grupo.


Owner:
Mary Trujillo

 
Fundadora do grupo:
"Doce Mistério"
Roberta Viana - Sollua

Moderadores:

Alberto Peyrano

Adelia Mateus

Lúcia Trigueiro

Zilca Tricerri

Assessores musicais:

Ógui L. Mauri

Alberto Peyrano

Colaboradora de Eventos:

Eunice Ap. Domingos "Nice"
 
Award Poeta de Ouro
 

Patrono do "Poetas de Ouro"
Guilherme de Almeida
 

Cordenadora:
Lúcia Trigueiro
 
 
Comissão de apoio:
Associados do grupo
"Doce Mistério"
 

Em caso de empate na
escolha das poesias,
o"Voto de Minerva" será
do poeta
Ógui Lourenço Mauri

 
Apoio de Arte:
Davi Manolo Trujillo





Histórico:

- 27/05/2012 a 02/06/2012
- 29/04/2012 a 05/05/2012
- 25/03/2012 a 31/03/2012
- 26/02/2012 a 03/03/2012
- 29/01/2012 a 04/02/2012
- 01/01/2012 a 07/01/2012
- 27/11/2011 a 03/12/2011
- 30/10/2011 a 05/11/2011
- 02/10/2011 a 08/10/2011
- 07/08/2011 a 13/08/2011



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis
- Canto Mágico de Marilena Trujillo
- Magia Cigana Mary Trujillo
- Sou Poesia Mary Trujillo
- A Teia Mary Trujilllo
- Recanto das Letras Mary Trujillo
- AVSPE
- Mujer Apasionada
- Palavras do Coração Ógui Lourenço Mauri
- Mi Mundo Virtual de Betsy Calisto
- Grupo Doce Mistério
- Faria Canto Mágico e Sonhos
- Yara Nazaré
- Amor em Verso e Prosa
- Criando Sonho
- Meus Momentos
- Vera Jarude
- Família Borba Pinheiro
- Vera Mussi Poesias
- Alma_arte & Poesia
- Grupo Alma - Alma Cigana Mary Trujillo
- Escritores & Poetas
- Site José Ernesto
- Blog Sylvia Cohin
- Nan Hoelzle
- Fantasias da Alma
- Cenário de Sentimentos
- Sonhando com José Maciel
- Cantinho Latino
- Lígia Tamarchio
- Vera Pessoa
- Poetas de Ouro
- Pensamento Liberal
- Zilca Poesias



Indique este Blog


Contador:

Código html:
Cristiny On Line



"Poetas de Ouro" do mês de Fevereiro de 2012.
Por ordem alfabética.



- Postado por: Mary Trujillo às 23h12
[ ] [ envie esta mensagem ]





 Lampejos de Beijos
Gui Oliva


Beijos esses lampejos,
alguns me causam
medos.

Um beijo de amor
me cala,
e do meu peito
então apaga,
todo e qualquer
dissabor.

Quando da tua boca
vem favo de mel
da minha expulso o fel.

Um beijo dado,
como água espraiada,
pode ser tudo ou nada.

Que beijo é esse
que me alcança
e me enlaça
e me põe desnuda
e descalça?

Beijinho meu é bom
se trocado no apogeu,
não venha falar de bombom,
de doce beijo entendo eu.

Volta aos enlaços
da minha lira,
recompõe
aquele beijo,
cheio de desejo
que me inspira

Dado sem desejos
beijo vira pó,
tenha dó...
será melhor
que não dê...nó!

Os beijos são meus
e, se trocados
com os teus,
não são banais
e reles,
são especiais,
são beijos
daqueles!

Gui Oliva
Santos/SP março/2007

Da Série Concisos Sem Siso


Respeite os direitos autorais

Postagem autorizada pela autora.
Blog "Poetas de Ouro" do
Grupo "Doce Mistério"

(c) 2011
São Paulo - Brasil
Direitos Reservados





- Postado por: Mary Trujillo às 23h11
[ ] [ envie esta mensagem ]





Aprendendo a Viver!
Luli Coutinho

 

Ensinou-me a arte do amor espiritual
Nascido novamente num encontro angelical
Amei-o e abracei-o no meu sonho de amor.

Completou-me com a sua sabedoria
Trouxe-me a luz e os acordes d'alegria
Dançando comigo o canto dos colibris.

Deixou-me sua serenidade, sua alma!
Encontrando-se com a minha, abraçou-a,
E com carinho acalmou-a em seu ninho.

Ensinou-me a arte da emoção!
A cantar e dançar com o coração
Chorar de amor ao ouvir uma canção.

Mostrou-me a arte de viver!
O amor em versos à vida renascer
Incentivando a minha poesia.

26/04/06
08/12/07 ( reformulada)

Luli Coutinho


Respeite os direitos autorais

Postagem autorizada pela autora.
Blog "Poetas de Ouro" do
Grupo "Doce Mistério"

(c) 2011
São Paulo - Brasil
Direitos Reservados





- Postado por: Mary Trujillo às 23h08
[ ] [ envie esta mensagem ]





« Beijo Virtual »
Sylvia Cohin

 

E quando meu silêncio perceberes,
quando meu olhar distante e ausente
não te encantar como antigamente,
ainda assim me sentirás presente.


E quando eu frígida te ignorar,
quando sentires ao tocar-me, o arrepio,
a indiferença do meu corpo frio,
ainda assim, não te faças arredio...


E quando me abraçares carinhoso,
quando eu calada parecer zangada,
teimosa, não te disser nada,
ainda assim, diz que sou tua amada...


Fala baixinho e bem devagar,
as coisas que sempre disseste pra mim,
cola tua boca em minha boca, assim...
Eu te darei um doce beijo carmim
e tu serás o mais feliz mortal.


Nem sentirás
que o beijo que te dou é virtual.
Eu te farei sorrir, feliz, de tanta sorte,
que nunca saberás
de quem te beija, a própria morte.

Sylvia Cohin

Respeite os direitos autorais

Postagem autorizada pela autora.
Blog "Poetas de Ouro" do
Grupo "Doce Mistério"

(c) 2011
São Paulo - Brasil
Direitos Reservados





- Postado por: Mary Trujillo às 23h07
[ ] [ envie esta mensagem ]